Festas e Eventos de Bertioga

Guia de Praias


Descanso e Tranquilidade
Quem sai de casa em busca de praias exóticas, badaladas, de areia clara ou escura, propícias ao esporte, a pesca ou ao banho, de águas limpas e claras, agitadas ou tranqüilas, urbanizadas ou nativas, tem como destino certo Bertioga, Riviera de São Lourenço. Seja lá qual for a intenção, elas cumprem honrosamente seu papel de “entrada do Litoral Norte”, em seus 33 Km de encantamento.

Praia da Enseada
A praia da Enseada está localizada perto do centro da cidade de Bertioga, são 12 Km de larga faixa de áreia, inclui o trecho conhecido como Indaiá, bom para banho e pesca de arremesso. A praia da Enseada é uma das mais freqüentadas. Onde também são realizados vários Shows e Eventos em época de temporada.

Praia de São Lourenço
A praia de São Lourenço tem 4,6 Km de mar limpo e águas transparentes, em sua orla está localizada a Riviera de São Lourenço.

Praia de Itaguaré
A Itaguaré em Bertioga, uma praia em semi circulo, que em tupi significa “pedra da garça”, possui 2,9 Km de areia dura e larga, além de uma baixa vegetação. O mar é aberto, e um rio deságua em uma de sua extremidades é uma das mais perigosas. Praia semi-deserta, escolhida principalmente pelos surfistas e adeptos do bodyboarding. No caminho de acesso à praia estão localizadas barracas de Ostras, gastronomia típica do local, onde também pode-se apreciar outrospratos defrutos do mar.
Muitos pescadores já descobriram que aqui tem fartura do peixe Parati. Todos os dias, tradicionalmente a pesca é farta neste local.

Praia de Guaratuba
GUARATUBA, o nome significa “lugar onde a onça vem beber água”, são 8 Km de mar muito aberto e águas limpas , na ponta norte deságua no mar o rio Guaratuba, que é ótimo para pesca.

Praia de Boracéia
BORACÉIA, significa para os indios “lugar de muita gente”. São 4,7 Km de praia bem na divisa de Bertioga com São Sebastião. O mar é aberto e possui uma faixa larga de areia, existem vários quiosques de frente o mar onde se pode almoçar as delícias da comida caiçara, com muita simplicidade.

Guia de praias de Bertioga

Ecoturismo


Para conhecer estes locais são utilizadas canoas e caiaques, que além de proporcionarem uma grande liberdade de movimentos, (são fáceis de transportar, leves e apropriados para diversas idades) navegam com facilidade e não provocam nenhum tipo de impacto ambiental.

TRILHA DE ITATINGA
Andar pela mata é um dos maiores e mais completos prazeres do homem em sua relação com o meio ambiente. Nos 700 m de caminhada pela trilha pode-se apreciar a flora que é composta por uma considerável gama de flores, orquideas, bromélias, árvores, em uma extensa área de mata de Várzea de Restinga e Atlântica. No caminho também pode-se encontrar animais silvestres, bichos-preguiças, tatus, etc..

Trilha de itatinga

RIOS E CACHOEIRAS
As águas deslizam por alguns trechos do caminho, formando piscinas naturais, onde um banho nessas águas recompõe as energias. Conciência preservacionista é o elemento indicado para os visitantes deste Paraíso.

Rios e Cachoeiras de Bertioga

PESCA E NÁUTICA
O canal de Bertioga é abrigado, com barra aberta todo o ano. É local de encontro das águas dos rios com o Oceano. É uma marina natural à espera do turista voltado às atividades náuticas. Ao entrarmos no mundo da pesca encontramos uma vasta variedade de peixes, e muitas formas de praticar tal esporte que basicamente podemos dividir em duas formas distintas: a pesca Embarcada e a pesca Desembarcada. Antes de embarcar, verifique: Se o comandante é habilitado, Os coletes salva vidas, O Sistema de Comunicação, A Higiene. BOA PESCARIA..

Pesca e Náutica

Passeios


Cenário de rara beleza, Bertioga tem como principal característica a riqueza geográfica formada por Praias, Rios, Mangues e uma densa área de Mata Atlântica. Bertioga possui um grande território preservado, graças as suas bacias hidrográficas (fluxo de água doce e salgada). Os rios têm sido verdadeiras barreiras naturais contra urbanizações desordenadas, mantendo o equilíbrio dos ecossistemas e a preservação do meio ambiente.

CANAL DE BERTIOGA
O canal de Bertioga, local de encontro das águas dos rios com a do Oceano, é uma Marina natural à espera do turista voltado às atividades náuticas. Escunas estão atracads próximas ao forte São João à disposição de turista que desejam apenas um agradavel passeio ao longo da região costeira do município. O Forte São João é o mais antigo do Brasil, construido em 1547. O aluguel de barco em Bertioga ainda é uma atividade um pouco tímida, voltada especialmente para a pesca.

CANOISMO
Para conhecer estes belíssimos locais em Bertioga são utilizadas canoas e caiaques, que além de proporcionarem uma grande liberdade de movimentos, (são fáceis de transpotar, leves e apropriados para diversas idades) navegam com facilidade e não provocam nenhum tipo de impacto ambiental.

HIPISMO
Aos amantes do esporte hípico, em Bertioga, na Riviera de São Lourenço , está localizada a única Sociedade Hípica do Litoral Paulista, atende cerca de 40 animais e em suas instalações são ministradas aulas de equitação e eqüoterapia.
Em contato com o melhor que a natureza pode proporcionar os cavaleiros tem trilhado por caminhos onde se encontra com bicho preguiça, tamandua, macacos, entre outros animais da Mata Atlântica.
A equipe da sociedade já conquistou vários títulos nacionais e estaduais nos últimos anos.

PASSEIOS COM QUADRICICLOS
Embrenhar-se na mata e viver uma aventura inesquecível. Conheça de perto o verde e muitas belezas naturais “ tudo isso dentro da Riviera”, no passeio com Quadriciclos, que são monitorados por guias, com todo equipamento necessário para sua segurança e total conforto. A equipe oferece máquinas para todas as idades. Forme seu grupo.

ESCUNAS
As lindas paisagens, o cheiro do verde e das águas emolduram os momentos de descanço e restauração daqueles que buscam na natureza uma forma de terapia.
Escunas, Traineiras e Lanchas podem ser alugadas para passeios e pescarias em alto mar. Os locais mais procurados são: Pontão do Indaiá, Cascalho, Ilha de Monte Pascoal e Montão de Trigo.

FORTE SÃO JOÃO
O forte São João é o mais antigo do Brasil, construído em 1547, é o marco zero do município está cravado na plataforma de armas do forte até 1940, o local era apenas um núcleo de pescadores.

Parte da História da cidade foi restaurado e é aberto para visitação. Informações: (13) 3317-4128

Passeios em Bertioga

Pesca


Em Bertioga não existe stress, a natureza é a terapia

Não existem mais obstáculos para atletas da natureza, com equipamentos ou simplesmente utilizando o corpo e a mente uma pessoa pode ter momentos inesquecíveis de prazer.

BERTIOGA possui 33,1 km de litoral, 3 rios (Itapanhaú, Itaguaré e Guaratuba), diversas ilhas, várias cachoeiras e vegetação exuberante de Mata Atlântica, complementada por extensa região de manguezais, formando excelente condição para prática de pesca e esportes náuticos.

Para quem gosta de pesca, Bertioga é o lugar certo, aqui todos os dias são bons, seja em alto mar, nos costões, no canal, ou nas praias. Muitos caiçaras e antigos moradores da região mantêm a tradição de molhar o barco pelas manhãs.

Ao entrarmos no mundo da pesca encontramos uma vasta variedade de peixes, e muitas formas de praticar tal esporte que basicamente podemos dividir em duas formas distintas: a pesca Embarcada e a pesca Desembarcada.

As lindas paisagens, os cheiros do verde e das águas emolduram os momentos de descanso e restauração daqueles que buscam na natureza uma forma de terapia. Escunas, Traineiras e Lanchas podem ser alugadas para pescarias em alto mar. Os locais mais procurados são: Pontão do Indaiá, Cascalho, Ilha de Monte Pascoal e Montão de trigo.

O canal de Bertioga é abrigado, com barra aberta todo o ano. É local de encontro das águas dos rios com o oceano. É uma marina natural à espera do turista voltado às atividades náuticas.

Bertioga tem três bacias hidrográficas, os rios Itapanhaú, Itaguaré e Guaratuba, além do Canal. Aqui são encontrados peixes como: robalo, corvinas, pescadas, prejerebas, bagres, espada, tainha (no inverno), parati e muitos outros.

Dicas de passeio antes de embarcar
1. Confira se o comandante é habilitado
2. Verifique os coletes salva-vidas
3. Verifique o sistema de comunicação
4. Verifique a higiene

Pesca em Bertioga

Naútica - Marina


Sua embarcação é seu veículo para as belezas da Ponta do Indaiá, das Ilhas, do Rio Itapanhaú, Rio Jaguareguava, Canal do Guarujá, Prainha, Ilha Rasa. Esses são apenas alguns exemplos dos passeios que você pode fazer. Descubra você mesmo outras paisagens e locais deslumbrantes na região. O que não falta são cantos e recantos de beleza natural.

MARINHA DO BRASIL - PATRULHANDO O LITORAL
A costa Brasileira prolonga-se por 7.408 quilômetros, muitos dos quais compostos por praias desertas e distantes dos grandes centros urbanos. Ao longo desse vasto litoral, estende-se uma faixa marítima de doze milhas de largura, denominada Mar territorial e sujeita á soberania do Brasil. Da mesma forma, envolvendo todo o litoral e medindo 200 milhas a partir da linha da costa, estende-se a chamada Zona Econômica Exclusiva, sobre a qual o país não exerce soberania, mas tem direito exclusivo sobre os recursos econômicos existentes na massa líquida, no solo e no subsolo marinhos. Em termos práticos, isso significa acrescentar á riqueza nacional um território de cerca de 4.400.000 quilômetros quadrados.

Medidas Básicas de Prevenção para Acidentes no Mar

  1. Manter a embarcação, de acordo com os requisitos de segurança estabelecidos para sua categoria. Utilizar como parâmetro a relação das exigências solicitadas pelas capitanias, delegacias e agências, por ocasião de sua vistoria
  2. Verificar antes de qualquer saída:
    1. A existência e o estado dos coletes salva-vidas ;
    2. Se a bateria que fornece energia para os equipamentos está carregada e pronta para ser utilizada;
    3. Se o motor e/ou velas estão em bom estado;
    4. Se a embarcação está abastecida com água e combustível para a travessia;
    5. A existência, em boas condições de funcionamento, de uma lanterna, pistola de sinalização ou artifício pirotécnico para casos de emergência;
    6. Se há a bordo dois ferros e cabos suficientes;
    7. Se Há a bordo, pelo menos uma bóia salva-vidas circular, com trinta (30) metros de cabo;
    8. Se existe a bordo material de primeiros-socorros, e se todos a bordo sabem o que fazer em caso de emergência e onde se localizam os equipamentos de segurança.
  3. Informar o horário de suspender e previsão de atracar ao Clube Náutico/Marina/ Iate clube;
  4. Lembre-se: Quanto mais informações forem prestadas ao Clube Náutico/Marina/Iate clube sobre a sua saída, será mais fácil de localizá-lo, em caso de acidente, tais como: percurso, numero de tripulantes, previsão do horário de retorno, etc..; e navegar sempre com a documentação da embarcação a bordo.
  5. Em caso de necessidade, utilizar os navios mercantes e de guerra, as estações costeiras e outras embarcações para solicitar ou retransmitir seu pedido de ajuda.
Em Bertioga você usufrui da segurança e serviços como a Marina Porto de Bertioga e Garagem Náutica Indaia com serviços de:
  • Vagas cobertas e descobertas
  • Lavagem da Embarcação após todas as saídas para o mar
  • Funcionamento do motor em água doce após todas as saídas para a água
  • Comunicação com a Marina via Rádio VHF, Celular, E-mail, Web-Site
  • Recarga de baterias
  • Agenciamento de despachantes navais entre outros serviços
Acesse: www.nauticaindaia.com.br | www.marinaportodebertioga.com.br

SESC


As ações do Centro de Férias SESC Bertioga estão pautadas no favorecimento do convívio social, no respeito às diferenças, no fortalecimento das relações humanas e na aproximação de propostas que conduzam o acesso a bens culturais necessários para a promoção da qualidade de vida dos participantes.

As características de sua localização, no sopé da Serra do Mar, com área verde preservada de aproximadamente 995 mil metros, conferem ao Centro de Férias uma vocação natural para o desenvolvimento de ações socioambientais, em que aspectos da biodiversidade e da cultura local são abordados em forma de passeios, vivências e oficinas que estimulam a compreensão da importância das inter-relações entre ambiente e sociedade.

Outras linguagens também são contempladas nas diversas atividades propostas: desenvolvimento físico e esportivo, atividades artísticas como apresentações musicais, teatrais, literárias, artes plásticas, dança, oficinas na área da saúde e alimentação, entre outras. As ações podem ser conferidas na diversificada programação da unidade.

Com essa multiplicidade de temas, o SESC Bertioga oferece aos hóspedes a possibilidade de aliar férias, descanso e divertimento a conteúdos educativos. A programação busca também integrar públicos de faixas etárias diversas, em um ambiente agradável e prazeroso de convivência.

No Centro de Férias, viajantes das mais diversas regiões do país podem vivenciar um panorama das ações que são desenvolvidas em todas as Unidades do SESC SP!

Um pouco de história

As atividades de turismo social desenvolvidas pelo SESC SP, junto ao público comerciário, iniciaram-se em setembro de 1948, com a inauguração da Colônia de Férias Ruy Fonseca (atual Centro de Férias SESC Bertioga)

Primeira colônia de férias brasileira com instalações próprias, serviu como modelo para centenas de similares em todo o país e América Latina. Seu maior mérito foi inserir no cotidiano dos trabalhadores a questão do tempo livre, numa época em que poucas pessoas se davam conta da importância desse aspecto para o bem-estar e o desenvolvimento social e cultural dos indivíduos.

Quando inaugurado, o SESC Bertioga tinha 28 casas pré-fabricadas e recebia pouco mais de 200 pessoas por vez. As temporadas duravam 14 dias e todos os hóspedes chegavam e partiam juntos nas barcas da viação Santense, que fazia a travessia do canal entre Bertioga e Santos .

Atualmente tem capacidade para receber em torno de mil hóspedes em casas e conjuntos de apartamentos. As instalações de hospedagem, lazer e serviços ocupam uma área superior a 400 mil m², dos quais, 38 mil m² são de área construída.

Fonte: SESCSP Bertioga

História da Cidade


Importante palco da história brasileira, Bertioga possui 33,1 Km de lindas praias, 482 Km de Mata Atlântica, belíssimas cachoeiras, piscinas naturais, importantes bacias hidrográficas e uma grande área tombada de preservação. Conta ainda com uma excelente infra-estrutura para o turista, com hospedagem para todos os gostos e bolsos, ao longo de todas as praias, o divertimento garantido graças a biodiversidade, propícia para esportes de aventura, pesca, mergulho, passeios e trilhas ecológicas e o rico histórico cultural. Em Bertioga, que originalmente era Buriquioca - Casa dos Macacos - nada é mais importante que a qualidade de vida. Há poucos minutos da Capital Paulista, entre o mar e as montanhas, Bertioga é um paraíso esperando por você e sua família.

Quando tudo começou

Em 1531, no exato local do encontro das águas dos canais da Ilha de Santo Amaro com o mar aberto, o Governador Geral da Costa do Brasil, Martim Afonso de Souza, aportou.
Ali foi fundada o vilarejo de Bertioga que, desde aquela época, teve um importante papel na defesa das povoações contra os ataques indígenas.
Da chegada de Pedro Álvares Cabral - em 1500 e após três décadas -, as poucas povoações em terras brasileiras eram as feitorias de embarque de pau-brasil. Bertioga foi visitada desde o início da colonização pelos portugueses, acredita-se que antes mesmo da fundação de São Vicente, primeira Vila do Brasil, fundada em 1532 por Martim Afonso de Souza.
Neste mesmo ano, João Ramalho teria vindo à cidade a fim de verificar a possibilidade de estabelecer no local uma fortificação para defender São Vicente dos ataques tamoios. Assim como em vários pontos da costa brasileira, aqui foram construídas as paliçadas de um fortim, tarefa atribuída a Diogo de Braga e seus filhos. Essa paliçada primitiva daria origem mais tarde – primeiro em 1531 e, após sua destruição, causada por um incêndio provocado por ataques indígenas, em 1547, quando foi transformado em alvenaria - ao que é hoje o cartão postal de Bertioga: o Forte São João.
A fortaleza, considerada a mais antiga ainda erguida no Brasil, é um patrimônio histórico, tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) em 1940.

Uma das figuras mais importantes para a história de Bertioga foi, sem dúvida, o artilheiro alemão Hans Staden, que, através de suas obras, deixou gravadas, além das várias observações a respeito da terra, fauna, flora e civilizações indígenas locais, importantes indicações sobre o desenvolvimento histórico do país no século XVI.
Hans Staden fez duas viagens ao Brasil. Na primeira, em 1547, foi nomeado condestável do Forte São Felipe que, juntamente com o Forte São João de Bertioga, era responsável pela defesa da Vila de São Vicente. Capturado pelos tupinambás, permaneceu prisioneiro entre eles por cerca de nove meses. Foi também de Bertioga que, em 1565, Estácio de Sá e sua esquadra saíram para fundar a cidade do Rio de Janeiro.

Bertioga foi, até 1943, região livre e soberana. A história da dominação santista tem início em 1944, quando o então governador do Estado, Ademar de Barros, decretou a anexação de todo litoral norte a Santos.
Em 1946, a prefeitura de Santos elevou Bertioga à condição de sub-prefeitura. No fim da década de 70, o desenvolvimento da região intensificou-se, devido à abertura das estradas Mogi-Bertioga e Rio-Santos.
No dia 19 de maio de 1991, realizou-se o plebiscito que confirmaria a autonomia do Distrito, transformando-o num dos mais novos municípios paulistas.
Realizada a primeira eleição no dia 03 de outubro de 1992, Bertioga consolidava sua autonomia, elegendo seu primeiro prefeito.

Cultura Indígena


Em 1500, quando os portugueses chegaram ao Brasil, estima-se que havia por aqui cerca de milhões de índios. Passados os tempos de matança, escravismo e catequização forçada. Nos anos 50, segundo o antropólogo Darcy Ribeiro, a população indígena brasileira estava entre 68.000 e 100.000 habitantes. Atualmente há cerca de 280.000 índios no Brasil. Contando os que vivem em centros urbanos, ultrapassam os 300.000. No total, quase 12% do território nacional, pertence aos índios. Quando os portugueses chegaram ao Brasil, havia em torno de 1.300 línguas indígenas. Atualmente existem apenas 170. O pior é que cerca de 35% dos 210 povos com culturas diferentes têm menos de 200 pessoas.

História
Apesar do "Dia do Índio", que é comemorado no dia 19 de Abril, não tem nada para se comemorar. Algumas tribos indígenas foram quase executadas por inteiro na década de 70 em diante, enquanto estavam fora de seu habitat, quase chegaram a extinção, foram ameaçados por epidemias, diarréia e estradas. Mas hoje, o que parecia impossível está acontecendo: o número de índios no Brasil e na Amazônia está aumentando cada vez mais.

Alimento - Pesca
Além de um conhecimento profundo da vida e dos hábitos dos animais, os índios possuem técnicas que variam de povo para povo. Na pesca, é comum o uso de substâncias vegetais (tingui e timbó, entre outras) que intoxicam e atordoam os peixes, tornando-os presas mais fáceis. Há também armadilhas para pesca, como o pari dos teneteharas - um cesto fundo com uma abertura pela qual o peixe entra atrás da isca, mas não consegue sair. A maioria dos índios no Brasil pratica agricultura.

Mantendo a Cultura Indígena
O esforço das autoridades para manter a diversidade cultural entre os índios pode evitar o desaparecimento de muita coisa interessante. Um quarto de todas as drogas prescritas pela medicina ocidental vem das plantas das florestas, e três quartos foram colhidos a partir de informações de povos indígenas.

Arte
A arte se mistura a vida cotidiana. A pintura corporal, por exemplo, é um meio de distinguir os grupos em que uma sociedade indígena se divide, como pode ser utilizada como enfeite. A tinta vermelha é extraída do urucum e a azul, quase negro, do jenipapo. Para a cor branca, os índios utilizam o calcário. Os trabalhos feitos com penas e plumas de pássaros constituem a arte plumária indígena.
Alguns índios realizam trabalhos em madeira. A pintura e o desenho indígena estão sempre ligados à cerâmica e à cestaria. Os cestos são comuns em todas as tribos, variando a forma e o tipo de palha de que são feitos. Geralmente, os índios associam a música instrumental ao canto e à dança.

Bertioga Resgatando a História
A transformação da área ao redor do Forte no Parque dos Tupiniquins e a inauguração da estátua do Cacique Cunhambebe - líder indígena - consolidam o Projeto Resgate da História, desenvolvido pela Prefeitura de Bertioga. Com o projeto, agora os visitantes do Forte São João têm a oportunidade de conhecer a importância histórica de Bertioga - e da Fortaleza - no cenário nacional à época do Descobrimento.
Têm, também, a chance de apreciar réplicas de objetos usados pelos soldados portugueses que aqui estiveram, no início do século XVI, bem como artefatos indígenas, uma oca que mostra como viviam os índios na época do Descobrimento do Brasil e uma sala especialmente preparada para enaltecer os trabalhos desenvolvidos pelos jesuítas José de Anchieta e Manoel da Nóbrega.

Casa da Cultura


Palco de exposições permanente de arte, artesanato e eventos culturais. O programa Música é Cultura acontece todos os sábados, a partir das 20 horas, com a apresentação de música erudita e popular.

A Casa da Cultura de Bertioga mantém uma Biblioteca Municipal e a Seção de Cultura, com aulas de artesanato, desenho e pintura.

Localização: Av. Tomé de Souza, 130, em frente à Praia da Enseada
Atendimento: de segunda à sexta-feira, das 9 às 18 horas.
A Sala de Exposições de terça a sábado, das 9 às 18 horas.
Informe-se: (13) 3317-4060

Casa da Cultura de Bertioga

Forte São João


Uma viagem no tempo, mais especificamente ao início da colonização do Brasil, é o que proporciona a visita ao primeiro monumento erguido em paliçada no País, em 1532, para defender as vilas de Santos, São Vicente e São Paulo de ataques de inimigos e indígenas. Localizado no canal de Bertioga, cartão-postal da cidade, o forte é administrado pela Prefeitura, que, desde 2001, na atual gestão, desenvolve projeto de resgate histórico como o Conheça a Nossa História, destinado exclusivamente às escolas.

Considerado pelo Iphan o forte mais bem-conservado, é também o primeiro monumento de arquitetura militar construído no Brasil. No local, encontram-se artefatos, réplicas de espadas, arcabuzes, canhões, armamentos utilizados pelos portugueses no século 16 e várias salas temáticas que contam passagens de José de Anchieta pela região, do artilheiro alemão Hans Staden e um espaço que recria como vivia uma família tupiniquim no século 16, com esculturas em tamanho natural.

Há também uma sala com artesanatos indígenas trazidos pelos próprios participantes da Festa Nacional do Índio, que acontece anualmente na cidade com representantes de várias etnias do Brasil. Na área do entorno, fica o Parque dos Tupiniquins, onde está localizada a única estátua do cacique tupinambá Cunhambebe do País.

Visitação: O Forte São João abre diariamente, das 9h às 17h. O ingresso simbólico sai por R$ 1,00, que é revertido para os projetos assistenciais do Fundo Social de Solidariedade. No local, também é vendido, a R$ 7,00 , o gibi Bertioga, Berço da História do Brasil, de autoria do prefeito Lairton Goulart. O dinheiro também é revertido para o Fundo Social.
Informações: 3317-4128.

Forte São João de Bertioga

Parque dos Tupiniquins


Parque que se localiza no Centro de Bertioga no entorno do Forte São João, possui grande área verde, artefatos históricos e abriga estátuas dos padres Anchieta e Manoel da Nóbrega e do chefe tupinambá Cunhambebe, herói da resistência contra os portugueses e um dos líderes da Confederação dos Tamoios. Cunhambebe encontrou Hans Staden durante o aprisionamento do alemão.

Localização: Av. Tomé de Souza, Centro, em frente à Praia.


Visualizar Parque dos Tupiniquins em um mapa maior
Facebook Facebook
Entre em conexão com o Portal.
Twitter Twitter
Siga-nos, receba novidades do litoral
Wikipedia Wikipedia
Tudo sobre Bertioga e São Sebastião.
© Copyright 2003-2011 - Portal Bertioga | Todos os direitos reservados | Desenvolvido por SSPVirtual